Manifestis Probatum®

Wine bar, Conservas & Tapas

Aos Clientes do Manifestis Probatum®

O Manifestis Probatum® – Wine Bar, Conservas e Tapas fecha em 9 de Abril de 2016, sábado.
Encerramos sem data para reabertura e o bar deixa de existir, pelo menos, seguramente, como o conhecemos hoje.
Para nós fecha-se um ciclo de 4 anos em que procurámos ocupar uma parte da animação de Guimarães e trazer para a restauração local o consumo descontraído de vinho de pequenos produtores, o universo da cerveja não-industrial ou de vanguarda, com destaque para a de produção artesanal portuguesa e as tapas de cozinha simples para partilha entre amigos, com relevo para as conservas nacionais.
Estas linhas orientaram o nosso trabalho na Rua Egas Moniz, ainda que com balizas largas.
O bar tem sido – foi – um ponto de encontro de pessoas com interesses diversificados, proveniências várias e expectativas múltiplas. Cada cliente olhou para o MP e fez dele o que quis. Uns fizeram bar, outros restaurante, outros casa de chá. Outros a sua casa. A nós competia-nos manter o foco e fizemo-lo repetidamente, aumentando o número de vinhos, a oferta de cervejas e as referências de conservas. Também a qualidade do café foi elevada, em conformidade com os valores da empresa; perseguimos o artesanal, de fabrico limitado e fora do circuito de massas.
Nestes 4 anos, fizeram-se e desfizeram-se amizades na Rua Nova. A história do Bar faz-se em torno da amizade porque foi entre amigos que o MP nasceu, foi para que cada cliente juntasse o seu grupo de amigos que existiu. É a amizade que perdurará.
No Bar da Ramada temos uma nova casa. É um bar que traz algo de novo a Guimarães, mas que só existe como é porque antes houve um Manifestis Probatum.
Este Bar da Ramada não nasceu para ser uma réplica do bar da Rua Nova, nem – muito menos! – um “MP 2”. Quem dele esperar isso ficará desiludido.
No Bar da Ramada cabem todos os que gostam do Manifestis Probatum;  todos os que queiram beber bom café, boa cerveja e bom vinho verão na Ramada um sítio a frequentar.
Agradecemos a todos os nossos clientes o carinho com que nos trataram, o interesse pelo sucesso do Manifestis Probatum, o contributo crítico para que as coisas funcionassem bem e para que fosse sempre melhor. Agradecemos a paciência que tiveram connosco quando errámos ou quando algo corria menos bem.
Por fim, uma nota pessoal: como saberão, sou a cara de um grupo de pessoas que trabalhou e trabalha em projectos com o meu nome, nunca estive só. Agora, cada vez mais, menos sozinho. Estou profundamente grato a todos os que fizeram parte da construção do Manifestis Probatum, família, amigos e colaboradores.
Obrigado, até breve!

Gabriel

(texto de 09 de Abril de 2016)

Anúncios
%d bloggers like this: